Emergência e Urgência

A Unidade de Emergência conta com atendimento especializado, seguro e qualificado, com profissionais, médicos e equipe de enfermagem, altamente capacitados para o atendimento de urgência e emergência 24 horas por dia. São pediatras, ortopedistas, ginecologistas, clínicos, enfermagem, além das outras especialidades que ficam de prontidão para qualquer ocorrência.

 

A Unidade de Emergência do São Joaquim oferece todos os equipamentos necessários para atendimentos de urgência e emergência com tecnologia e segurança.

 

Além disso, laboratório, tomografia, raio X e ultrassonografia estão 24 horas por dia a disposição dos clientes que necessitarem de exames solicitados pelos médicos emergencialistas.

 

O atendimento de emergência implica, sempre, em trabalhar com situações que envolvem riscos imediatos de vida. São doenças que podem complicar no período máximo de duas horas. Como por exemplo: insuficiência respiratória grave, convulsão, politraumatismo grave, trauma cranioencefálico grave, choque (alterações circulatórias), arritmia cardíaca, derrame cerebral (AVC), infarto agudo do miocárdio, dentre outros.

 

Já os atendimentos de urgência também colocam a vida em risco. A diferença é que as urgências são doenças que podem evoluir por complicações no prazo de seis horas. Como por exemplo, hemorragias e traumatismos, desidratação, cefaléias, cólicas abdominais e renais, crise asmática, febres, dentre outros.

 

Dessa forma, embora o São Joaquim esteja totalmente equipado e conte com um corpo clínico altamente capacitado para as ocorrências, é recomendado que os nossos clientes só utilizem este serviço apenas nesses casos de urgência e emergência. Para atendimentos eletivos (que não caracteriza urgência e emergência), o correto é procurar o médico especialista no consultório.

 

Desde julho implantamos o Serviço de Triagem com Classificação de Risco, onde acolhemos e priorizamos os casos de acordo com o grau de risco. Os clientes são classificados por meio de 4 casos de gravidade (emergência, urgência, pouco urgente e não urgente) por meio de 4 cores distintas, são priorizados os atendimentos por ordem de emergência e urgência.

 

Vale ressaltar que a Unidade de Emergência é exemplo nos atendimentos de AVC, que com o protocolo implantado foi possível reverter vários casos nas três primeiras horas dos sintomas.